O esôfago é um tubo oco que direciona os alimentos da boca para o estômago. No ano de 2018, no Brasil, houve o diagnóstico de câncer nesse órgão em mais de 10.000 pessoas, segundo o Instituto Nacional do Câncer.

ANATOMIA

Esse órgão tem dois anéis musculares chamados esfíncteres, sendo um superior, que liga o esôfago à garganta e outro inferior que liga o esôfago ao estômago. A função desses anéis é permitir a passagem dos alimentos e, no caso do esfíncter esofágico inferior, se fechar após a passagem do alimento, impedindo a acidez estomacal de atingir o esôfago, o que causaria queimaduras e lesões.

HISTOLOGIA

Há dois tipos de câncer de esôfago – adenocarcinoma, associado ao refluxo e Barret e o carcinoma espinocelular, que é relacionado a etilismo e tabagismo.

cancer no esofago

FATORES DE RISCO

  • Refluxo e esôfago de Barrett;
  • Fumo;
  • Bebidas alcoólicas em excesso;
  • Obesidade;
  • Radiação;
  • Costume de ingerir líquidos muito quentes;
  • Idade maior que 55 anos;
  • Sexo (mais comum em homens);
  • Histórico de outros cânceres, como boca, garganta e pulmões.

SINAIS E SINTOMAS

Devemos lembrar inicialmente que todos os cânceres podem se apresentar assintomáticos no início de sua evolução. Com o passar do tempo, vão surgindo outros sintomas como azia, dificuldade ou dor para engolir, perda de peso, inapetência, anemia, rouquidão, soluços frequentes, fezes enegrecidas, tosse crônica.

DIAGNÓSTICO

O exame padrão-ouro para diagnóstico do câncer de esôfago é o anátomo-patológico (popularmente conhecido como biópsia). A mesmo pode ser feita por endoscopia digestiva alta ou guiada por outros exames como tomografia. Nesse exame, um pedaço do tumor será retirado, preparado em uma lâmina através de cortes em fatias finas e avaliado por um médico especialista, que é o patologista.

Para avaliar o tamanho do tumor e o grau de invasão, o médico irá solicitas outros exames como tomografias de tórax e abdome , broncoscopia e eco-endoscopia.

cancer de esofago

TRATAMENTO

Se o tumor não estiver muito avançado, o tratamento preconizado é uma cirurgia para retirada de um pedaço do esôfago e dos gânglios linfáticos ao redor, que são células de defesa do organismo, para onde inicialmente se espalham as metástases tumorais. Hoje em dia, esse procedimento pode ser feito por videolaparoscopia, através de pequenos cortes e câmeras de vídeo, que é um tipo de cirurgia menos invasiva. Mas ainda tem alguns casos que se indica cirurgia aberta, principalmente em casos de tumores grandes.

Tumores precoces podem ser retirados também por endoscopia, que é um método muito menos invasivo e agressivo. Em casos de obstrução por tumor, pode ser realizada a colocação de stents, durante a endoscopia também que são molinhas que permitem a abertura do esôfago para passagem do alimentos.

Pode ser necessária quimioterapia e radioterapia antes ou depois da cirurgia. Isso será avaliado pelo médico oncologista.

COMPLICAÇÕES

  • Obstrução do esôfago;
  • Sangramento;
  • Pneumonia;
  • Disseminação por outros órgão.

O câncer de esôfago tem cura?

Quase todos os tipos de tumores, se diagnosticados precocemente, podem ser curados e isso é uma realidade para o câncer de esôfago também.

PREVENÇÃO

  • Pare de fumar;
  • Reduza a ingestão de bebidas alcoólicas;
  • Adote uma dieta com mais frutas e legumes;
  • Se estiver acima do peso, faça uma dieta;
  • Evite ingestão de líquidos muito quentes, como em chás e chimarrão;
  • Pratique atividades físicas.

Agende sua endoscopia pelo whatsapp – clique aqui agendar consulta whatsapp 30
Telefones: (31) 3568-0236 e (31) 99533-2511
Se preferir faça o agendamento pelo formulário abaixo 24hs

Nome:

Telefone:

E-mail:

Preço de convênio – Parcelamos no cartão de crédito – Não aceitamos convênios nem planos de saúde

Câncer de Esôfago
5 (100%) 18 vote[s]